Os jornalistas e o “choro” da Associação

por O Boca de Jambu

Dois jornalistas de Belém se queixam de terem encarado uma verdadeira “via crucis” para receber valores referentes ao proporcional trabalhado (18 dias) da Associação da Advocacia Trabalhista do Estado do Pará. Dizem os jornalistas que a entidade está “chorando” por causa de R$ 1.200,00. Que situação! Diga-se de passagem que estamos falando de uma entidade que deveria zelar pelo trabalhador !!

Related Posts

Comentários