O Thiago Miranda e os R$ 800 Mil

por O Boca de Jambu

Olha só essa !! O presidente da Fundação Cultural do Pará em exercício, Guilherme Relvas, assinou dois gordos contratos de serviços artísticos para o evento alusivo aos 110 anos de Marabá. O primeiro com a Alic Participações, no valor de R$ 450 mil e o segundo com o cantor Zé Vaqueiro, no valor de R$ 350 mil reais. Perguntar não ofende: porque será quer o contrato não foi assinado pelo secretário titular da pasta, Thiago Miranda? Será que é porque ele é filho do prefeito de Marabá, Tião Miranda ? ?

Related Posts

Comentários