O Juiz e as Reclamações Contra Diana Rine

por O Boca de Jambu

Depois de ser solenemente ignorado pela analista judicial da comarca de Parauapebas, Diana Raire Vieira de Andrade, o corregedor do TJE do Pará, José Roberto Maia Júnior, determinou a instauração de sindicância administrativa contra a servidora, por conta de várias reclamações.

O último a reclamar foi o juiz da comarca, Celso Quim Filho, que recorreu à corregedoria geral requerendo providências em desfavor de Diana Raire, uma vez que o acúmulo de reclamações envolvendo a servidora, “já excedeu a esfera de atuação disciplinar e orientativa da Direção do Fórum, ensejando em apuração e sua responsabilização.”

Narrou o magistrado que a situação chegou ao insustentável quando Diana convocou as senhoras Felícia Guimarães Santos e Cleuza Mary Gomide dos Santos para a realização de estudo social, e após esperarem por horas, ambas procuraram a direção para informar que a servidora não compareceu ao fórum.

“Esta servidora possui 48 processos, quantidade pendente muito superior às outras duas servidoras da equipe interdisciplinar, que possuem 13 e 02, cada uma.” Pontuou o juiz.

“Verifica-se existirem indícios de irregularidade praticada pela servidora reclamada, os quais não podem ser ignorados por este Órgão Correcional. Verifico ainda, que este Censório por 3 (três) vez intimou a servidora para se manifestar acerca dos fatos narrados, quedando-se inerte.”

Frisou o corregedor geral ao determinar a abertura de sindicância contra Diana Raire.

Related Posts

Comentários