O Ideflor e os R$ 1,6 milhão para serviços gráficos

por O Boca de Jambu

Vejam só: o Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará – IDEFLOR-Bio, leia-se Nilson Pinto, bateu o martelo chancelando a contratação da empresa F.D Morais, para prestação de serviços gráficos. O que assusta, caros leitores, é o valor do negócio: R$ 1.699.792,22 (um milhão seiscentos e noventa e nove mil setecentos e noventa e dois reais e vinte e dois centavos). Veja abaixo a portaria:

EXTRATO DO CONTRATO N° 19/2024

PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 2023/248344

PARTES: IDEFLOR – Bio e EMPRESA F.D MORAIS CNPJ: 05.994.832/0001-94

OBJETO: A contratação de empresa especializada na prestação de serviços gráficos ao Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará – IDEFLOR-Bio, para atender as demandas do órgão, em especial das Unidades de Conservação (UC), abrangendo materiais gráficos específicos que venham a ser necessários para divulgação de eventos/ projetos que vierem a ser elaborados, planejados, incentivados e apoiados pelo IDEFLOR-Bio.

VALOR: R$ 1.699.792,22 (um milhão seiscentos e noventa e nove mil setecentos e noventa e dois reais e vinte e dois centavos).

DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA: PTRES: 8365; ELEMENTO DE DESPESA: 339039; FONTE DE RECURSOS: 02759000016-011139.

ASSINATURA: 09/05/2024.

VIGÊNCIA: 09/05/2024 A 08/05/2025

NILSON PINTO DE OLIVEIRA Presidente do IDEFLOR-Bio CONTRATANTE

EMPRESA F.D MORAIS CONTRATADA

Related Posts

Comentários